• Aulas de Dança do Ventre

    As aulas consistem em aquecimento e alongamentos iniciais, exercícios de soltura e expressão corporal, técnicas especificas da dança do ventre e relaxamento com alongamento final.
    O aprendizado se dá através de 4 frentes de trabalho:

    ventre1) Preparo Físico – Exercícios que visam preparar, “acordar” o corpo, deixando-o mais receptivo ao estudo da técnica da dança do ventre.

    2) Técnicas Específicas -Dominar o corpo, treinar coordenação motora através dos movimentos típicos da dança do ventre.
    Nesse momento estuda-se dança do ventre como dança étnica (ritmos, passos e culturas específicas).

    3) Musicalidade – Ritmo: Aprende-se a respeitar o ritmo externo da música para respeitar o ritmo interno de cada um. A ideia é “desenhar” a música no espaço com o corpo – nesse treino, o ritmo não é necessariamente étnico – e embora haja alguma orientação, lembramos que existirão infinitas maneiras de fazê-lo, a serem criadas por cada aluna. infinitos “desenhos” (movimentos) podem aparecer seguindo os ritmos interno e externo.

    4) Expressão Corporal – Na maioria das vezes trabalharemos conceitos de contrastes, por exemplo:
    Firmeza x Versatilidade. Diferentes temas serão propostos durante as aulas, visando aumento da capacidade de se expor, perder a vergonha (ou lidar melhor com ela), colocar-se no mundo de maneira mais expressiva, efetiva e sem medo.

    Benefícios – Estéticos: Tonifica, enrijece, delineia, forma curvas (bem femininas), queima calorias. Terapêuticos: Alonga, melhora postura, diminuindo possíveis dores, traz condicionamento físico, aliado à consciência corporal.

    “Aquilo que é terapêutico para o corpo reverbera na mente”

    Um corpo mais equilibrado resulta numa mente mais equilibrada e a melhora da postura física reflete melhora na postura emocional. Fazemos uso do corpo e não o abuso do corpo. Criamos melhores condições na relação corpo – meio ambiente, trazendo inúmeras possibilidades de movimentação, fazendo uso da criatividade na solução de “problemas”/ atividades propostos durante a aula. Poderão emergir alguns sentimentos como: motivação para enfrentar um desafio, sensação de alívio, alegria e satisfação na conquista de movimentos, bem como percepção dos próprios limites. Trabalharemos sempre no sentido de conquistar a motivação, perseverança, aceitação e compreensão do próprio corpo, na intenção de superar limites, sem no entanto, agredir o corpo. Esse trabalho pode servir como uma fonte, gerando uma reorganização mental e uma recolocação emocional das mulheres frente aos problemas do dia a dia.

    Professora: Sandra Salem.

    Horário das Aulas

    Segundas às 19h e as Quintas às 18h00